top of page
income markets.jpg

ANÁLISES

Fique a par das novidades do mundo da alta finança e mantenha-se atualizado para fazer os melhores investimentos no momento certo.

ARTIGOS DE OPINIÃO

ANÁLISES  DE MERCADO

LANÇAMENTO DE ARTIGOS

NOVIDADES FINANCEIRAS

Não há/à Crise

Atualizado: 18 de nov. de 2020

Vivemos um período de incerteza que está a permitir que o eu real inconsciente sobressaia face ao nosso eu moldado pela nossa consciência. Estes tipos de testes são ótimas oportunidades para refletirmos e agirmos de forma a transformarmos conhecimento em sabedoria. Segundo o que consigo perceber da informação que adquiri partilhadas por especialistas, este vírus não é particularmente perigoso do ponto de vista dos danos que causa ou da taxa de mortalidade nem sequer da sua própria resistência fora do hospedeiro, no entanto, o que o torna numa ameaça global é que ataca o nosso ponto mais forte e que nos distingue verdadeiramente dos outros animais… sermos seres sociáveis e confiarmos uns nos outros. Enquanto espécie, não somos os mais fortes, nem os mais rápidos, nem os maiores e provavelmente não seremos os mais inteligentes. Sei que é difícil de admitir, mas o ser humano apesar de ter uma racionalidade superior às outras espécies, também será provavelmente aquele cujas decisões são tomadas maioritariamente a nível emocional, o que por vezes não nos ajuda. O que nos distingue verdadeiramente é que somos seres sociáveis e sabemos viver em comunidade, onde cada elemento é responsável por determinada área o que permite que possamos repousar, alimentar e proteger sem preocupações. É esta disponibilidade que nos deixa evoluir e descobrir. É certo que existem animais que também vivem em comunidade e outros que se protegem uns aos outros e outros, mas não por confiarem uns nos outros como nós, mas sim porque a experiência ensinou-lhes que quando atacam ou defendem juntos têm mais sucesso do que teriam individualmente.


Confiamos que as nossas forças de segurança defendem-nos, que os profissionais de saúde nos ajudam a manter o organismo organizado e saudável, que os profissionais na área alimentar se encarregam de caçar ou criar alimentos para nos alimentarmos e temos profissionais a tratar da água, da luz, dos transportes, das comunicações, dos bens essenciais e não essenciais para que o nosso circulo de conforto esteja completo e tranquilo. É exatamente esta confiança que está ameaçada e que está a causar este pânico e histerismo porque sentimos a nossa zona de conforto ameaçada quando ouvimos dizer que os hospitais não têm capacidade que o supermercado vai fechar, que não podemos socializar e que não sabemos quando tudo volta ao normal. Pois a mesma capacidade que temos de raciocinar, reagir e evoluir deverá servir para nos ajudar a resolver este problema. Está na hora de Pensar e Agir! É um facto comumente aceite por todos, ou pela generalidade das pessoas, que a única forma de vencer este vírus é reduzir a transmissão e por isso isolar, mas isolar não significa parar nem tão pouco deverá ser para reduzir a nossa produtividade. Na era tecnológica que vivemos atualmente, existem áreas que é mais fácil “dar a volta” porque podem exercer as suas atividades através de locais isolados, como as suas casas ou escritórios onde trabalhem sozinhos ou com gabinetes individuais, mas existem outras que têm de parar de “vender” ou obter receita como transportes de pessoas ou restauração, ou atividades fabris, no entanto, a maioria de nós tem aqui uma grande oportunidade de reorganizar o negócio e prepara-lo para o futuro de forma a compensar a falta de receita que irão ter agora. Por exemplo, na restauração podemos aproveitar para fazer aquela limpeza à cozinha que não fazemos há anos, aquela de afastar os moveis todos e retirar aquelas latas do fundo dos frigoríficos, ou pintar aquela parede ou redecorar aquela sala… etc. Tenho a convicção que em cada atividade, podemos transformar esta paragem forçada numa oportunidade para restruturar e preparar o nosso negócio para que quando retomarmos a atividade consigamos evoluir e conseguir receita extra o que estávamos a ter. Sempre com a consciência que deveremos fazê-lo sem a contratação de serviços externos. Tenho a certeza que a maioria sabe como e o que fazer. Mesmo os trabalhadores por conta de outrem que estão impedidos de ir trabalhar por a empresa onde trabalham estar fechada ou por terem de ficar a cuidar dos filhos, terão a oportunidade de melhorar qualquer coisa em casa, organizar, redecorar, ler aquele livro que ainda não tinham tido oportunidade, ou ver aquela serie, aqueles filmes. Podem ser também produtivos e aproveitar para tirar um curso online que certamente estará disponível para a sua área, para uma área diferente do seu interesse.


Enfim… quanto mais tempo penso no “isolamento” que tenho pela frente, mais oportunidades vejo para mim, certamente que consigo ajudar outros que não tenham ainda percebido isto, a encontrar oportunidades. Sei que a vontade não chega e é necessário colocar em prática, o que digo aos meus filhos que é a minha palavra mágica de 5 letras: F A Z E R. Não socializem presencialmente e aproveitem para evoluir! 


Samuel Laranjeira

17 /03/2020 


10 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page